(65) 3027-6542

Exercícios Físicos Supervisionados Auxiliam Na Reabilitação Pós-infarto

Até os anos 70 recomendava-se repouso de três semanas aos pacientes que se recuperavam de um infarto agudo, com base no conceito de que tal repouso facilitaria o processo de cicatrização do miocárdio.  Entretanto, hoje a Medicina sabe que o exercício físico supervisionado é altamente recomendado para o processo de reabilitação cardiovascular, com benefícios para o tratamento de longo prazo e para a qualidade de vida do paciente.

qaw63_pos infarte_big

“O exercício físico pode aumentar a capacidade de função cardiovascular e diminuir a demanda de oxigênio do miocárdico para um determinado nível de atividade física” explica a médica geriatra Janise Lana Leite (CRM 126.876), da Academia Estação do Exercício – especializada em musculação para idosos e grupos especiais.

Normalmente os médicos dividem o processo de reabilitação cardiovascular em 4 fases, sendo que a primeira, chamada fase 1, vai da ocorrência do infarto até a alta hospitalar. As fase 2 e 3 tem duração de 3 a 6 meses e tem como objetivo possibilitar a pessoa voltar a sua vida social e laboral e adotar um estilo de vida saudável. A fase 4 compreende a manutenção dos exercícios e hábitos por toda a vida.

Dra. Janise explica que a atividade física inserida no processo de reabilitação na fase aguda do infarto objetiva reduzir os efeitos negativos do prolongado repouso no leito, o controle das alterações psicológicas e a redução da permanência hospitalar. “Além disso, no longo prazo, o exercício pode ajudar a controlar o hábito de fumar, a hipertensão arterial, dislipidemias, diabetes mellitus, obesidade e a tensão emocional” afirma a médica.

De acordo com o professor de educação física Carlos A. Silva, diretor da Estação do Exercício, “há evidências de que o exercício físico realizado por longos períodos possa influenciar na prevenção da aterosclerose e na redução de eventos coronários”. Contudo, “é fundamental que a atividade física seja supervisionada e orientada por um profissional qualificado, preparado para lidar com pacientes em processo de reabilitação cardiovascular” orienta o professor.

“Para cada fase, os profissionais de saúde deverão prescrever as atividades mais adequadas. Além disso, cada indivíduo é único em sua condição de saúde, que deve ser vista como um todo.” explica a Dra. Janise. “Na Academia Estação do Exercício, a equipe médica trabalha alinhada com o cardiologista do paciente, determinando em conjunto o treino mais adequado em cada caso. É esta interação médica que garantirá os melhores resultados para o aluno-paciente” conclui.

Fonte: Portal Educação Física

Deixe seu Comentário